Mahouka Koukou no Rettousei – 01 [720p]

Por fim, aqui está o primeiro episódio de Mahouka Koukou no Rettousei!
Preparem-se para conhecer um mundo onde a magia e a tecnologia se fundem, dois irmãos com um grande segredo e personagens únicas.
Mahouka Koukou no Rettousei – 01
Matrícula (1ª Parte)

Tatsuya, um dos melhores protagonistas
que já passou pela BakeSubs.
O próximo episódio já deverá vir a horas.
A história começa com um ritmo lento, mas vai melhorando e aumentando o ritmo gradualmente. Por isso, não se preocupem se acharem este episódio calmo, porque ainda há muito para vir.
E não se preocupem, o incesto de Mahouka não passa da admiração de uma irmã pelo seu irmão mais velho, o que não deverá incomodar muita gente, visto que os animes de hoje em dia já nos habituaram a bem pior.
E porque Mahouka não tem incesto suficiente, volto mais logo com o esperado regresso de Oreimo 2 à BakeSubs! Até lá!

7 comentários sobre “Mahouka Koukou no Rettousei – 01 [720p]

  1. Kaiton

    Muito obrigado pelo episódio Lime! ^^
    Confesso que estava bastante ansioso por este anime e felizmente este primeiro episódio não desiludiu. Valeu a espera, muito bom trabalho.

    PS: Deixo aqui só um pequeno reparo para os BD e para daqui em diante, caso queiras seguir o meu conselho. Nos minutos 0.54, 16.13, 21.09 e 21.15 optaste por usar as palavras "feiticeiros" e "feitiço(s)" mas acho que ficariam melhor as palavras "magos" e "magia". Acho que estas expressões se adequam melhor ao universo em questão, visto que a magia está associada à tecnologia.
    Isto é apenas uma sugestão minha Lime, opta pelo que achares melhor! ^^

  2. Lime

    @Kaiton: Obrigada pelo apoio e pela sugestão. Nós considerámos as duas hipóteses antes de lançar o episódio, mas optámos por usar feitiços e feiticeiros por uma questão de nos soar melhor (pelo menos a nós), visto que ambas as alternativas seriam igualmente válidas.

  3. HKenji

    Tendo em conta o opening, das duas uma, ou a minha irmã não me admira nada, ou Mahouka tem incesto.
    E ao invés de calmo, diria introdutório. Gostei da produção do contexto histórico e da parte final do protagonista. Outra coisa, o segredo deles tem a ver com a mãe deles, pelo opening.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *